quarta-feira, 19 de maio de 2010

Madre Teresa de Calcutá



Madre Teresa de Calcutá

A Santa das Sargetas

I

Vento mano do rio, da mata
e de quem navega a cantar
sopre as lembranças da beata,
uma santa mulher de Calcutá

Agnes Bojaxhiu, madre Teresa
no olhar da fé fez profissão
de cuidar com amor e pureza
daquele que vive na exclusão

Albaneza de origem Macedônia
foi pra Índia cuidar do povão
com um amor que só a amazônia
consegue imaginar a vastidão

Teresa de ação, idealizadora
ela, sendo ainda uma aprendiz
se torna santa alfabetizadora
das pobres crianças do país

Pastora do irmão necessitado
madre que na ação do partilhar
lembrava o Cristo Ressuscitado
pescando e ensinando a pescar

Missionária, guerreira linda
fazia uma atividade social
que a deixava mais linda ainda:
"Sem um centavo governamental"

Vento, meu irmão tempestuoso
sei no teu dom da compaixão
tu banharias um homem leproso
sem querer em troca um tostão

Criançada, juventude e idosos
tem muitas histórias pra contar
da Santa que banhava leprosos
nas Sargetas lá de Calcutá

Viúvas, aleijados de muletas
sem tetos, gente sem hospital
lembram a santa das sarjetas
menina do sorriso angelical

Fantástica menina Carismática
que com Fé no Deus Libertador
pelas ruas colocou em prática
o Ágape, Dom Supremo do Amor


Jetro Fagundes
Farinheiro Marajoara

12 comentários:

roseni disse...

Esta maravilhoso, a homenagem a madre Teresa, realmente o poeta jetro fez jus a essa santa mulher.Parabéns

costa disse...

Gostei tambem desta homenagem.
Congratulation! poeta!!!

Anônimo disse...

É inclivel como tem gente por ai que só faz alguma coisa pelo pobre se for
com dinheiro publico. É o mesmo que
fazer cavalheirismo com chapeu alheio.
Essa madre ai fazia muito mais coisas
do que isso aqui só com uma pitada
de de sorriso

Raquel disse...

Madre Teresa,um exemplo de
amor ao próximo...

Jetro Fagundes disse...

Novamente aqui deixo o muito obrigado
a amiga da CNBB, linda Rose Maria,
que gentilmente colaborou com esse poema pra Madre Teresa.
O também muito obrigado a menina
Belle Neves. Ela, na sensibilidade
da poeta que é, me enviou
carinhosamente as lindas imagens da Madre , que deram um verdadeiro ar
de poesia a esses escritos ai.

leni fagundes disse...

Quanta sensibilidade ao retratar com palavras a vida de uma pessoa tão simples, humilde e bondosa! Parabéns! Que o ventos do seu Marajó continuem te inspirando e o Espirito Santo de Deus te conceda cada vez mais sabedoria!

Maria Cristina disse...

É BELO E COM AMOR!

POESIA CÁ E LÁ disse...

Bom Dia!!
Vim visitar teu blog e desejar uma semana cheia de poesia e inspiração.
Madre Teresa: um exemplo de meiguice, amor e poesia!!
Parabéns, Jetro.

Beijo ternruento
Clau Assi

Jetro Fagundes disse...

Menina Clau, linda amiga que tem
alma de poeta. Boa parte do que
escrevo hoje devo a voce que
lá no inicio me deu todo incentivo.
Agradecendo tua visita aqui,
aproveito, também, pra agradecer
pelos poemas evangélicos que voce
corrigia pra mim.
Beijão, apareça sempre

juliana bandeira disse...

Ce n'est pas de commenter, je m'émerveillais de charme qui vous décrit sur cette créature sainte.
Vous, mon ami et un génie.
BJS!

mulheres valorosas porém vítimas disse...

amigo, vc é um ser iluminado tanto qto! para ter essa percepção... de uma mulher que simplesmente fez, o que deveria fazer, pois tds nós temos chamados! mas ela em si foi OBEDIENTE! Deus te conserve, guarde, te ilumine , pois sinto amor em suas palavras!

Iana disse...

FIQUEI ARREPIADA COM A DESCRIÇÃO DESTE POEMA QUE ENALTECE MADRE TEREZA,POR SER ESTA MULHER TÃO SUPREMA.PARABÉNS LINDO, AMEI UM PRIMOR AMIGO JETRO FAGUNDES.UM FORTE ABRAÇO NO TEU CORAÇÃO DA AMIGA NOELI DE CARVALHO.