sexta-feira, 8 de julho de 2011

SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA, a Veneza Marajoara




SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA,
a Veneza Marajoara


SÃO SEBASTIÃO DA BOA VISTA, beleza
admirada tanto quanto o horizonte.
Considerada também Marajoara Veneza
entrelaçada de rios e linda ponte

Lugar onde o por do sol conquista
o turista visitante e o navegador
a linda São Sebastião da Boa Vista
tem um povo hospitaleiro cativador

Recanto das águas que lembra um sonho
é onde banzeiros carimbolam canção
para os rios Jaçuana, Santo Antônio
que passam no meio de São Sebastião

São Sebastião que na boa ventania
estimula o tempo todo sem parar
o bailado das canoas, das maresias
nas esquinas do Boa Vista, rio Pará

Cidade de gente pacata, recatada
tantas coisas se pode ver por aqui
belezas de sobra pra serem admiradas
como as artes com talas de Mirití

Aqui tem muitos grupos folcloristas
coreografando os encantos do local
com as danças e músicas nativistas
que comprovam o seu valor cultural

Nessa paraense Marajoara, Amazônica
dos peixes, camarão, cacuri, matapi
vemos grande festividade gastronômica
mês de setembro no festival do Açaí

Ah, linda São Sebastião da Boa Vista
eu sei que as tuas avenidas fluviais
foram inspiradas por um certo Artista
aquEle que faz as paisagens naturais

Navegar no meio da tua linda cidade
é poder marcar encontro arrebatador
com o sorriso da própria felicidade
visto no rosto do teu povo acolhedor

Paixão dos navegantes você sumana
cada quadra tua inspira canções
que lembram certa cidade italiana
onde nas ruas circulam embarcações

Boas Vista, flor menina, jóia rara
distante dez horas de barco de Belém
é uma deslumbrante Veneza Marajoara
que acolhe os visitantes muito bem

Sem as suntuosidades propagandísticas
da cidade turística do luxo europeu
nossa Veneza é naturalidade artística
que nos diga a bela ponte do Romeu

A Marajoara Veneza tem outra vantagem
diz o Arrebol do poente, do amanhecer:
Ele assegura que essa Boa Vista Paragem
não corre nenhum risco de desaparecer


Jetro Fagundes
Farinheiro Marajoara

2 comentários:

Jetro Fagundes disse...

Os remos com os quais pedalo
na bicicleta cargueira vivem
lembrando cidades assim.
Êta São Sebastião da Boa Vista,
saudades dos ventos que sopram
por aí e que me lembram o
companheiro Manoel, comandante
de empurradores de balsas
nos tempos em que eu navegava.
Manelão lindo, não sei pra
que rumo tu pilotas agora, mas
venho te dizer que eu nunca
esqueci aquelas nossas
tigeladas de açaí, saboreadas
nas intermináveis conversas
sobre quase tudo. Nos rios
de asfalto por onde navego hoje
me vem muitas lembranças da
tua cidade linda e linda e linda,
a nossa São Sebastião da Boa
Vista, a tua Veneza Marajoara.

Eu Também registro aqui um
agradecimento a poetisa Juliana
Alves, uma amiga muito querida
de Goiania que carinhosamente
revisou e retocou esse poema
pra um certo farinheiro .
Juliana Poetisa Alves, beijão
pra tu, muito obrigado, viu

deni santos disse...

nossa maravilhosa são sebastião da boa vista, que que está bem vista pelo Brasil ,por onde ando tenho orgulho em falar bem desta cidade que está em meu coração e de todo o teu povo,um abraço a todos .

Deni Santos