quarta-feira, 20 de julho de 2011

Salvaterra, a Princesa do Marajó







Salvaterra,
a Princesa do Marajó

SALVATERRA, uma terra antológica
que já inspirou poesia, cantarolar
Trilha Radical, Cavalgada Ecológica
e Praias Grandes maiores que o mar

De canoa, barco, navio, caravela
à quatro horas de Belém do Guajará
a gente chega a Salvaterra bela
das revoadas poéticas dos guarás

Terra das muitas magias, belezas
que só indo ali para se constatar,
pois parece um conto de princesas
de fadas, de sonhos e de poetar

Quem vai nesse lugar tão encantado
vai viver o resto da vida pra contar
que ficou de tal maneira apaixonado
com uma intensa vontade de ali ficar

É por ali que a sumana marítima brisa
esclarece como porta voz ambiental:
Conceito de ecoturismo se concretiza
caminhando na Reserva do Bacurizal

Terra dos rebanhos mais admiráveis
cenário ecologicamente espetacular
além dos búfalos e campos inundáveis
tem um expressivo folclore popular

Recanto que nos lembra uma aquarela
onde a gente pode muito bem passear
vivenciando cavalgadas numa bio-tela
em charrete de búfalo, a cantarolar

Salvaterra das belíssimas praias
onde a brisa no solão ou no luar
de biquíni, short ou até de saia
vive brincando, cantando no banhar

Lugar em que a natureza sempre entoa
cantos pras brancas areias da região
e onde Praia Grande, Joanes, Água Boa
são um convite a pura contemplação

Salvaterra é PARÁdisíaca de verdade
é um show marajópaidégua, nota dez
um lugar pra quem busca tranquilidade
nos campos, praias, mangues, igarapés

Terra que conquista seus visitantes
impossível descrevê-la num poema só
já que reúne um conjunto exuberante
de belezas que se resumem em Marajó

Por ali Drummond de Andrade em visita
disse que o Marajó, fantástico lugar
depois que você sente, vive, avista
ainda assim é capaz de não acreditar

Salvaterra Uma Princesa Menina Bela
nos pratos típicos tem seu lindo sabor
e além do que, ainda tem por tabela
um povo humilde, radiante, acolhedor.

Jetro Fagundes
Farinheiro Marajoara

2 comentários:

Martha Rangel disse...

"Salvaterra,

a Princesa do Marajó"

Amei! Parabéns! Beijos

Reviragita Poesia disse...

Todo homem,
todo poeta,
tem lá sua princesa.
Mas, a sua...
que Princesa, heim?
Que poesia!
Beijo,
Ci.