sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Índia Tuíra




Índia Tuíra


Lá para as bandas de Altamira
a coragem inspirando indignação
desafia belo monte de mentira
construtora de leviana ambição

Filha da bravura indigenista
aprendeu com peixes e matagal
que o homem branco capitalista
é um destruidor em potencial

Ela sabe bem que a selvageria
tem tudo a vê com as irracionais
geradoras de mortes engenharias
vales das crateras ambientais

Tuíra de guerra é mulher menina

que combate toda espécie de mal
sua grande sina é desafiar a usina
belo monte, uma vergonha nacional

Menina linda que tanto se inspira
nas Águas do Xingu, mato, cipó
a corajosa, valente Índia Tuíra
é uma guerreira da Tribo Caiapó

I rmã dos Ventos, Filha do Mato
N ativa do Meio Ambiente Florestal

D ona da bravura, ela é de fato
I ndignada com o branco ingrato

A mbicioso, um predador, canibal


T uíra é linda menina sonhadora

U ma mulher guerreira, de ação

I ndia coragem, de fé é defensora

R evolucionária, grande protetora

A miga do Xingu nosso rio irmão


Jetro Fagundes

Farinheiro Marajoara

2 comentários:

Anônimo disse...

LINDO E MERECIDO POEMA EM HOMENAGEM À INDIA TUIRA.

SDS,

Ary Txay

www.unidbrasil.com.br

Luna Di Primo Cafe Poetico disse...

uma bela homenagem...bjuuu