sábado, 18 de fevereiro de 2012

Belo Monstro




Belo Monstro

B elo monte de injustiça
E xpoliação, degradação
L eviandade, vil, cobiça
O nde impera a ambição

M onte de peste, mortalha
O uvis o Ipiranga meu Brasil
N ão queremos que gentalha
Trapaceira, vilã, canalha
E xtermine o Xingu nosso rio

Jetro Fagundes
Farinheiro Marajoara

Um comentário:

Luna Di Primo Cafe Poetico disse...

belo protesto em versos...bjuuu